Fofura de doer os dentes: Maria Taylor.

A Maria Taylor é daquelas cantoras que quando você ouve a primeira vez, sabe que vai se apaixonar para sempre.

E que, quando você vê a primeira vez, se apaixona de vez e não quer mais deixar de lado.

A música da Maria surgiu na minha vida numa vez em que meu namorado viajou e acabou baixando discos de várias cantoras, porque sabia do quanto gosto de vozes femininas. E em um desses discos estava lá, perdidinho, o “Lady Luck”, que bom que eu encontrei!

Esse disco é feito de música pop, então se você é daqueles que se nutrem de preconceitos que dizem basicamente que o que é pop não pode prestar, dispa-se deles agora. Porque Maria Taylor é pop dos mais classudos.

A primeira vez que vi a Maria Taylor foi nesse clipe. E, como já era completamente encantada pela delicadeza das músicas e das letras da Maria, não teve jeito. Olhei para essa mulher linda, com essa voz deliciosa, com esse clipe apaixonante e falei: “Ai, Maria Taylor, me dá um pouquinho dessa fofura?”.

Porque fofura boa é essa que dá vontade de a gente sair sorrindo e cantando por aí. Enxergando a vida com tons coloridos dos mais fortes, sabendo que o colorido um dia acaba e que ele tem que ser agarrado.

E aí a música da Maria já me trazia essa coisa toda da vida e, em uma das músicas do Lady Luck, ela se junta ao senhor “sei-falar-da-vida-melhor-que-qualquer-pessoa” que é o Michael Stipe. E aí não tem jeito, não tem mesmo. Leva meu coração para ela e com toda a honra do mundo.

Anúncios

Um pensamento sobre “Fofura de doer os dentes: Maria Taylor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s