The Used e as minhas lembranças.

Hoje fiquei com vontade de ouvir The Used.

Das bandas que eu gostava na minha adolescência, era sem dúvida uma das que mais idolatrava.

Quando era mais nova, só gostava de músicas gritadas e muito muito sentimentais ou muito muito muito politizadas. Daí eu gostar de hardcore, emocore, screamo e todas as coisas que lá para meados de 2004/2005 davam motivo para te apontarem e falarem “emoooo”.

Nem lembro como conheci a banda, na época, procurava bandas nesse estilo com uma freqüência muito, mas muito grande, só lembro que uma das primeiras músicas que ouvi era “A box full of sharp objects”:

Enfim, The Used para mim era mais do que a música, ou do que um vocalista bonito que me lembrava o Kurt Cobain, e ainda, bem mais do que seus clipes que me agradavam muito esteticamente.

Eles diziam para o mundo o que eu estava com vontade de gritar.

E, sim, diziam gritando.

Não adianta, fico anos sem ouvir qualquer música da banda e fico emocionada cada vez que ouço, porque as músicas que ouvia quando tinha 16, 17 anos são, para mim, atemporais, dizem de angústias, raivas, felicidades, vontades que sinto sempre.

E é por isso que, para mim, o The Used é bem mais do que a banda que os emos estampavam em suas camisetas há uns 5 anos, é uma das coisas mais legais do mundo e vai continuar a ser por muitos anos, acredito.

Anúncios

I wanna be Terra.

De todas as cantoras que conheci nas minhas buscas internéticas, a que mais sou apaixonada é sem dúvida a Terra Naomi. Conheci a Terra numa das minhas buscas “youtubescas”, quando achei um dos vídeos em que ela fazia cover.

Se não me engano, foi o cover de “Umbrella”, na época em que a música da Rihanna era moda, mas não foi esse vídeo que me fez apaixonar, definitivamente. Foi ela fazendo cover de Cindy Lauper que me encantou mais que tudo.

Depois fui procurar sobre a Terra e descobri que ela tinha músicas próprias e que até tinha ganhado um prêmio do youtube, o que possibilitou que ela gravasse um cd com músicas próprias, produção boa, repaginagem de visual e todas essas coisas.

A Terra estudou música, e isso a gente percebe na dificuldade de cantar suas músicas  e no quanto ela tem técnica. E uma das coisas que mais admiro na Terra não é só a técnica, mas a versatilidade de sua voz, como a gente pode ver quando ela faz covers que passam por diversos tipos de música.

Outra coisa que gosto bastante da Terra é que ela é capaz de transformar músicas de outros artistas em músicas dela. Como quando ela fez cover de ” The drugs don’t work”, do Verve.

E depois de tudo isso, só posso dizer, Terra, eu quero a sua voz e sua música para mim. Posso?

A linda e suave Ellie Goulding

Sou cantora e, como tal, tenho mania constante de sair procurando sobre cantoras que apareceram.

Não sou daquelas chatas que ficam encanadas com técnica ou qualquer coisa assim, mas há algo de apaixonante em vozes femininas que raramente consigo encontrar em cantores.

Um dia, numa dessas minhas buscas, apareceu a foto de uma garota loira, belíssima e fiquei encantada, mas tão encantada com a aparência dela que tinha que ouvir a voz dela.

Cliquei no primeiro link de clipe que vi e era música pop, extremamente pop. Algo que me encantou foi o sotaque inglês que ela tinha quando cantava.

Acho sincero e adoro gente que canta com sotaque. Odiava quando a minha professora de canto tentava podar meu sotaque.

Sou das que acaba encaixando música para tudo que faz. E, encaixando em situações, acho que as músicas da Ellie são aquelas que você ouve quando está a fim de ficar sozinho no seu quarto sem fazer nada, sem pensar em nada e sentir algumas boas sensações.

Ellie é suavidade, beleza e energias gostosas em música. E isso faz de sua música apaixonante.

O primeiro.

Olá, pessoas.

Estou tentando começar mais um blog.

A idéia nasceu quando tentei me inscrever para ser colaboradora de um outro blog x e foi quando percebi que, de alguma forma, isso havia me ajudado a perceber que, por mais que esteja frustrada musicalmente, ainda procuro saber bastante de música e que ainda me identifico demais com o assunto.

A proposta deste blog é simplesmente falar dos artistas que gosto e, claro, de algumas novidades que me despertarem interesse.

Mas vou focar sempre naquilo que gosto.

Em breve, já entro com um post sobre alguma coisa que tenha me chamado atenção ultimamente e aí começa a valer. :))